quinta-feira, 12 de maio de 2016

PIO XII E A MENSAGEM DE FÁTIMA

PIO XII E A MENSAGEM DE FÁTIMA


Em 1936, pouco antes de partir para sua viagem aos Estados Unidos, o Secretário de Estado de Pio XI, Cardeal Eugênio Pacelli, o futuro Pio XII, disse ao Conde Enrico Pietro Galleazzi:

"Estou preocupado com as mensagens da Santíssima Virgem à pequena Lúcia de Fátima. Esta persistência de Maria sobre os perigos que ameaçam a Igreja é um aviso divino contra o suicídio de alterar a Fé na sua Liturgia, na sua teologia e na sua alma... Ouço à minha volta inovadores que querem desmantelar a Capela-Mor, destruir a chama universal da Igreja, rejeitar os seus ornamentos e fazê-la sentir remorsos pelo seu passado histórico". (1) 

"Há-de vir um dia em que o mundo civilizado negará o seu Deus, em que a Igreja duvidará como Pedro duvidou. Será tentada a crer que o homem se tornou Deus. Nas nossas igrejas, os Cristãos procurarão em vão pela lamparina vermelha onde Deus os espera. Como Maria Madalena, chorando diante do túmulo vazio, eles perguntarão: “Para onde O levaram?”" (2) 

(1) Monsenhor Georges Roche, Pie XII devant L’Histoire (Paris: Éditions Robert Laffont, 1972), p. 52. 

(2) Ibid., p. 53.