domingo, 29 de janeiro de 2017

À Santa Face - Por um monge beneditino

À Santa Face:

Ó face amortecida de funerária cor,
o ver-Vos tão sem vida, traduz imensa dor.
Ó face iluminada outrora de fulgor,
agora verberada qual fenecida flor!

Horrendas crueldades, puderam Vos fazer,
à vossa majestade, que aos Anjos fez tremer.
Oh! Quanto está desfeito, quem pode conhecer
o rosto mais perfeito que nos foi dado ver!

Dos céus ó formosura, fui eu que Vos traí!
Buscando-Vos tortura, mil vezes Vos feri!
Ó fronte veneranda, de espinhos Vos cingi.
Ingratidão nefanda! Oh! Quanto me perdi!

Sois Vós minha esperança, onipotente Rei!
A Vós com segurança, contrito me voltei!
Da minha vil fraqueza, Senhor, me defendei!
Minh'alma sempre preza ao Vosso amor trazei!


Retirado do livro: Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, Livro Primeiro - Por um monge beneditino