quarta-feira, 28 de junho de 2017

Meditação - Mês do Sagrado Coração de Jesus - 28º dia

Meditação - Mês do Sagrado Coração de Jesus - 28º dia


Aproximemo-nos da santa Mesa: ali acharemos o Coração de Jesus desejoso de se unir estreitamente a nós.


    Quão belo é o pensamento de São Lourenço Justiniano, quando exclama: Ó Deus de amor, vós quisestes que nosso coração fosse um só com o Vosso! 
   Um só coração! Ó santa fé ! falai : Aquele, diz Jesus Cristo, que come minha carne, mora em mim e eu nele.  Assim, aquele que comunga, está verdadeiramente em Jesus, e Jesus nele. Jesus está no meu coração, e meu coração está no Coração de Jesus.
    Um só coração ! Sim, diz São Cirilo de Alexandria, da mesma sorte que dois pedaços de cera derretidos se unem, assim aquele que comunga, torna-se a mesma coisa com Jesus Cristo.
    Um só coração! Ah! quem então fez esta maravilha inefável? é o amor. S. Dionisio Areopagita diz que o efeito principal do amor é produzir a união ; também o Coração amante de Jesus quis instituir a santa comunhão precisamente para se unir ás nossas almas da maneira a mais íntima. Corno ele nos amava ardentemente quis se unir a nós na eucaristia, a fim de que fossemos uma só coisa com ele. Tal é o pensamento de S. João Crisóstomo.
    Um só coração! Vede como esta união é estreita; Jesus se nos tinha dado como vítima, exemplar e mestre; restava-lhe ainda transpor o último grau de amor: era dar-se a nós em alimento, a fim de tornar-se a mesma coisa conosco, como o alimento se torna uma só coisa com quem o toma. Ora, é o que ele fez instituindo, sob a forma de pão, este admirável Sacramento de amor. Não, dizia S. Francisco de Sales, arrebatado por amor tão prodigioso, não, o Salvador não pode ser considerado n'alguma ação nem mais amorosa nem mais terna que esta, na qual ele se aniquila, para assim dizer 1 e se reduz a comida, a fim de penetrar nossas almas e unir-se intimamente ao coração e ao corpo dos fiéis.
    Um só coração!Cumpre exclamarmos aqui com S. Lourenço Justiniano: Vimos um Deus, que é a sabedoria mesma, feito como insensato pelo autor excessivo que tem aos homens. tal excesso não convinha a vossa majestade, ó meu Senhor! Convinha a meu Coração cheio de amor, responde Jesus pela boca de S. Pedro Crisologo: ignorais então que quando um coração está apaixonado, não atende ao que convém? Vai, não aonde a razão o chama, mas aonde o leva seu amor.
    Um só coração!  E irei comungar sem amor ? É então possível ocultar fogo no seio sem queimar as vestes? Nosso Deus é fogo consumidor, diz S. Paulo ; pela comunhão ele vem a minha alma para a abrasar com seu amor, e no meio deste fogo divino minha alma ficaria gelada? Não, quando eu receber meu Salvador, pensarei que ele me diz como a sua fiel serva Margarida de lpres: Vê, minha filha, a bela união que existe entre nós, entre meu Coração e o teu, consagra-me, pois, o teu amor, fiquemos sempre unidos pelo amor e não nos separemos mais.
     Um só coração! Disto não me esquecerei jamais. Um só coração no tempo! E depois, um só coração na eternidade! porque a eucaristia é o penhor da gloria futura: Pignus futurre glorire.

Prática

     Cada vez que eu for comungar, direi: Ó Maria, minha mãe, dai-me vosso terno Jesus, como outrora o destes aos Pastores e aos Magos. Quisera ter vosso Coração para o amar. Dizei-lhe que sou vosso servo dedicado, e ele me unira mais estreitamente a seu divino Coração.

Afetos e Súplicas

    Verdadeiro e único amigo de minha alma, ó meu Jesus, que mais podeis fazer para serdes amado de mim? Não vos contentastes de morrer para mim: quisestes ainda instituir este augusto Sacramento para vos dardes todo a mim, e, d'ste modo, vos unir intimamente, coração com coração, a uma criatura tão desprezível e ingrata como eu; ainda mais, vós mesmo me convidais a vos receber, ardentemente o desejais! Ó amor imenso, amor incompreensível, amor infinito! Um Deus quer se dar a mim! Tu, minha a ma crês este prodígio de amor, e que fazes? Que dizes? Ó Deus! Ó Deus! Ó amabilidade infinita, único objeto digno do amor de todas as criaturas! Eu vos amo de todo meu coração, eu vos amo mais que a mim mesmo, mais que minha vida! Oh! quem me dera vos ver amado de todo o mundo ! Oxalá pudesse vos fazer amar de todos os corações quanto o mereceis! Eu vos amo, í Deus infinitamente amável e uno o amor de meu pobre coração ao amor dos serafins,  ao amor do Coração de Maria, ao amor do Coração de Jesus, vosso Filho amantíssimo, de sorte que eu vos amo, ó bondade infinita, com o amor que abrasa os santos, a Maria e a Jesus ; eu vos amo unicamente porque mereceis ser amado, e para vos agradar.
    Sai de meu coração, afetos que não sois para Deus. Ó Mãe do belo amor, amável Virgem Maria, ajudai-me a ter amor a este Deus que tão ardentemente desejais ver amado.

Orações Jaculatórias

   Ó belas chamas do Coração ardente de Jesus, infiamai meu coração.