terça-feira, 6 de junho de 2017

Meditação - Mês do Sagrado Coração de Jesus - 06º Dia

Meditações - Mês do Sagrado Coração de Jesus - 06º Dia

Vamos a Belém: ali acharemos o Coração de Jesus Menino que merece todo o nosso amor

    Platão dizia que um coração atrai outro coração, e o amor provoca amor.
    Nada é mais verdadeiro, porque para obter o afeto de uma pessoa, não há meio mais eficaz que ama-la. Dando lhe nosso coração é que merecemos o seu. Pois bem! Isto fez Jesus: querendo que o amemos, nos amou primeiro; querendo obter nosso coração, veio nos dar o seu. E que coração! Um Coração divino, criado de propósito para nos amar.
    Ele nos manifestou seu amor fazendo-se homem e menino. Para compreender a imensidade deste amor, ser-nos-há necessário ter ideia da grandeza de Deus. Mas quem pode conceber a grandeza infinita? Dizer de Deus que ele é maior que os céus, os reis, os santos, os anjos, é fazer-lhe injúria, como seria injuriar um príncipe dizer que ele é maior do que um mosquito. Pois bem! Este Deus tão grande quis fazer-se homem, para nos salvar, para ganhar nosso amor. Tendo Alexandre Magno conquistado a Persia, adotou o modo de vestir dos povos submetidos a seu império, a fim de lhes ganhar a afeição. Parece que nosso Deus quis fazer a mesma coisa para ganhar o coração dos homens, tomando a forma humana e parecendo exteriormente puro homem (Phil 2,7). Para falarmos a nosso modo, parece ele ter dito consigo: o homem não me tem amor, porque não me vê. pois bem! Irei mostrar-me a ele, conversar com ele, e assim obriga-lo-hei a amar-me. Uma vez, ao cantar-se na terceira Missa do Natal o Evangelho de São João: In principio erat Verbum, etc, S. Pedro de Alcântara, que presente estava, se pôs a contemplar este inefável mistério, e tanto se inflamou de amor seu coração, que, arrebatado em êxtase, foi transportado através dos ares por uma longa distância, até junto do Santíssimo Sacramento.
    Este Deus tao grande não se contentou de fazer-se homem, fez-se tenro menino: e para que? Para melhor se insinuar em nossos corações, diz São Pedro Crisólogo, porque neste estado ele nos parece mais meigo e amável. Ele podia ter aparecido na terra em estado de homem perfeito, como Adão, mas não o Filho de Deus quis mostrar-se sobre a terra sob a forma de um grandioso menino, a fim de ganhar mais de pressa e fortemente nosso coração. Os meninos, só pelo serem, desafiam amor, inspiram sentimentos de afeção a quem quer os olha.
    Mas ao menos Jesus vai nascer no meio de pompa real, num palácio, deitao num berço reluzente de ouro, cercado de uma corte principesca? Não: desta sorte teria nascido, diz São Pedro Crisólogo, se quisesse fazer-se temido dos homens; mas como só usava ganhar nossos corações, quis aparecer entre nós como o mais pobre e humilde menino. Ele nasce então num fria caverna, entre dois animais, e é deposto na palha, num presépio, sem fogo e sem a roupa necessária. Ah! Quem então pode fazer descer de seu trono o Rei do Céu, para nascer num presépio? É o amor que ele tem aos homens. Quem o atraiu da direita do Pai eterno a uma manjedoura? Quem, de seu reino elevado sobre os astros, reduziu-o a ser deitado sobre palha? Quem, do meio dos anjos enviou-o a residir no meio dos animais? É o amor. Ele abrasa os serafins, e ei-lo aqui a tremer de frio; ele sustêm o universo, e ei-lo carregado nos braços dos outros; ele nutre tudo o que existe, e tem necessidade de um pouco de leite para sustentar-se; ele é a felicidade dos santos, e chora, geme: quem então o reduziu a tal miséria? Ah é o amor, é seu Coração.
    Amai, então, ó almas cristãs, exclama São Bernardo, amai este Menino que é tão amável. Sim, este Deus foi e será sempre digno de todo louvor e respeito por sua grandeza, como diz o santo Rei Davi: Magnus Dominus et laudadibilis mimis (Ps 144,3). Mas hoje o vemos feito menino, tendo necessidade de leite, não podendo mover-se, tiritando de frio, gemendo, chorando, pedindo que o tomem, que o aqueçam, que o consolem: Oh! Quão amável e quão caro aos nossos corações! Parvus Dominus et amabilis valde. Digamos então com o seráfico São Francisco: Amemos o Menino de Belém! Amemos o Menino de Belém! Sim, amemos a Jesus Cristo, que sobre si tomou tantas penas para obter os afetos de nossos corações.

Prática
Esforçar-me-ei por adquirir o hábito das orações jaculatórias: um instante basta para fazer um ato de amor perfeito. direi, portanto, muitas vezes durante este dia: Doce Coração de Jesus, sede meu amor.

Afetos e Súplicas
Ó Divino Coração de meu Jesus, Coração cheio de amor para com os homens, Coração criado de propósito para amar os homens, como é possível que eles vos desprezem assim? Ai, eu tenho sido um destes ingratos, pois tenho vivido tantos anos sem vos amar. Perdoai-me, Jesus meu, perdoai-me esta grande falta, de não vos ter amado, a vós que sois tão amável e me haveis amado tanto, e tanto haveis feito para me obrigar a vos amar. Mereceria ser condenado a não poder mais vos amar, por ter desprezado por tão longo tempo osso amor; mas eu vos conjuro, ó meu Jesus, enviai-me todos os castigos que quiserdes, exceto este; concedei-me a graça de vos agradar. Mas como posso temer tal castigo, se continuais a me intimar o doce preceito de vos amar? Amarás, dizeis vós, o Senhor teu Deus de todo o teu coração. Ah! Meu único desejo é amar-vos de toda a minha alma. Ó Coração abrasado de meu Jesus, acendei no meu coração a feliz chama que trouxestes do céu para abrasar a terra; destrui todas as afeições impuras que em mim existem e me impedem de ser todo para vós. Por piedade, amadíssimo Senhor meu, não recuseis o amor de um coração que tanto vos tem afligido, e não permitais que no futuro eu viva, um instante sequer, privado de vosso amor, pois que tanto me haveis amado. Ó amável Jesus, sois meu amor: espero que vos amarei sempre, correspondendo ao amor que nunca cessareis ter para comigo; sim, espero que este amor entre vosso coração e o meu subsistirá eternamente. Ó Mãe do belo amor, terna Maria, que desejais tão ardentemente que amemos vosso divino Filho, prendei-me a este Coração e fazei-o tão estreitamente que eu seja todo dele, como é seu desejo.

Oração Jaculatória
Ó Coração de meu Jesus, eu vos amo com todas as almas que vos amam, neste momento, na terra e no céu.